OBEDIÊNCIA INCONDICIONAL?

                                                                       





Obediência
Bom pessoal, eis um assunto que sempre esta em pauta e que traz muita confusão é a questão da obediência incondicional a qualquer autoridade independente do que essas autoridades façam.
Alguns Ditadores e Candidatos a Ditadores gostam de citar os textos bíblicos de obediência para que ninguém se quer  queira questionar suas ações que muitas vezes são consideradas divinas
Vou simplificar aqui sem ter que ficar dando voltas e voltas e falar a mesma coisa.
Olhando para a Bíblia vamos aprender algumas coisas importantes sobre isso
Em nenhuma parte da Bíblia é orientada uma Rebelião ou qualquer movimento contra as autoridades, no entanto fica claro que você pode se posicionar contra os atos dessa autoridade sem partir para uma rebelião e vou dará alguns exemplos:
1-A declaração do Profeta Elias contra o Rei Acabe. I Reis.18.17
E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe Acabe: És tu o perturbador de Israel?
Então disse ele: Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa do teu pai, porque deixastes os mandamentos do Senhor, e seguistes aos Baalim.

Notem que Elias declara o mal que Acabe estava fazendo contra o Senhor, em nenhum momento ele faz uma Rebelião contra o Rei Acabe incitando Israel lutar contra o Rei, mais as suas posições sobre seu governo são bem claras, e isto não é Rebelião, em nenhum momento Elias levanta a mão contra o Rei, mais afirma que ele estava fora da direção de Deus.

2-A declaração de Eliseu contra  Jorão filho de Acabe. II Reis. 3.13.14
Mas Eliseu disse ao rei de Israel: Que tenho eu contigo? Vai aos profetas do teu pai e aos profetas da tua mãe. Porém o rei de Israel lhe disse: Não, porque o Senhor chamou a estes três reis para entregá-los nas mãos dos moabitas.
E disse Eliseu: Vive o Senhor dos Exércitos, em cuja presença estou, que, se eu não respeitasse a presença de Josafat, rei de Judá, não olharia para ti nem te veria.

Notem que Eliseu da posições firmes contra o governo do filho de Acabe e ainda disse que se não fosse a presença de Josafa ali, ele nem os atenderia. Eliseu nunca fez rebelião contra o Rei, mais seus posicionamentos eram bem claros quanto ao modo de governar do Rei.

3- Os amigos de Daniel na Babilônia. Dn.3.18
E, se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.

Mais uma vez vemos aqui o posicionamento dos servos de Deus que não obedeceriam o Rei e ainda que isto lhe custasse a suas vidas.

Nos três casos que acabamos de ver, alguém pode dizer que eles fizeram isso por causa da idolatria, mais a questão é que eles desobedeceram a ordens diretas dos Reis e preferiram obedecer a Deus.

Jesus mesmo nunca incitou rebelião contra Roma e alguns estavam esperando por isso, e muito pelo contrario ele mandou dar o que é de Cesar a Cesar e a Deus o que é de Deus.
E vale lembrar que o império Romano deixava os Judeus segurem com sua fé e sua liturgia de cultos para um convívio pacifica pelo menos por um momento.
Em regra toda vez que uma lei ou uma ordem infringir a uma lei Divina,  nós temos que nos posicionar. Se amanhã em nosso Pais que hoje é um Estado laico existir uma lei que obrigue os evangélicos a adorarem Nossa Senhora da Aparecida nós não obedeceremos.
E diante de outras leis que vão contra a palavra de Deu como é o casamento Homossexual.
 Os que se posicionam são prosseguidos e maltratados, mais é melhor obedecer a Deus do que os Homens.
Estamos falando de autoridades Civis e Governamentais não importa o Regime de Governo, falemos agora das autoridades Eclesiásticas as chamadas autoridades Espirituais.

O texto mais usado para a defesa das autoridades consideradas espirituais sem duvida alguma é o texto de Davi e Saul.
É bem verdade que Davi nunca faria mal a Saul, mais concordar com ele é outra história. Saul estava em declínio espiritual, enlouquecido pelo poder e o próprio Deus não estava mais com ele. Neste caso também em nenhum momento Davi levanta um exercito para ir matar Saul, isso seria rebelião, mais fica claro que os dois não andariam juntos.
Alguns pastores se perdem em uma suposta divindade de autoridade eclesiástica e começam a cometer absurdos e se quer querem que alguém fale contra por que isso seria pecado.
O apostolo Paulo resistiu a Pedro na face por uma questão de fundamental importância da igreja e isto não foi considerado Rebelião
Alguns Lideres querem viver com a “Infalibilidade Papal”, e exigem obediência incondicional querendo justificar seus atos como atos divinos.
Toda vez que uma liderança espiritual começa a sair da direção de Deus, os profetas começam a aparecer, pois profetas não são bajuladores do reino, não comem na mesa do Rei, não depende do Rei mais de Deus e sempre vão se posicionar contra seus atos e suas atitudes.
Nunca vão colocar a mão por que o próprio Deus cuidara disso, “todo aquele que se perde no poder perde o poder”.