Quando Deus usa alguem, é para ele ser glorificado


                                                                                          

"Vede irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. I Cor.1.26,27,28,29."

No evangelho de hoje, para algumas pessoas, se a pessoa não tiver determinado diploma, ou possuir muitos Títulos, é ignorada ou subestimada. Sou a favor do aperfeiçoamento e de treinamentos de obreiros, mas isso não é fator preponderante no reino de Deus. O estudo da teologia em si não produz piedade, e nem intimidade com Deus. Vejo alguns lideres hoje se gabarem de seus cursos, acreditando estarem mais do que capacitados para determinadas funções. Esse povo lê a Bíblia e não entende, ou ficam cegos espirituais mesmos , os Fariseus que o digam, estudaram, e não podiam aceitar um carpinteiro ser o Messias. Gente do céu, Papel e Diploma não expulsa demônios, ser cheio do Espírito Santo, ter uma vida com Deus, virou requisito secundário. As outras coisas importam?, importam sim, mas a prioridade é uma vida com Deus. Esse povo sempre esta dando com o "burro nas águas", pois o favorito dos homens pode não ser o favorito de Deus. Montam projetos em cima de suas intelectualidades, e se gabam disso. E o que acontece sempre? Pessoas que não tinham a mínima condição de assumir determinada coisa na igreja de Deus (segundo essas pessoas) acabam prevalecendo. Então dizem “EU, EU, era o melhor, como fui perder pra alguém tão ruim, pois é, o "ruim", só sabe orar, jejuar e ler a Bíblia, "Bíblia", não livrinhos acadêmicos. Hoje dizem assim" Do que adianta falar em línguas, profetizar, mas...; eu digo o contrario, do que adianta tanto letrismo, tanto titulo, mas ser tão vazio, não ter nada de Deus para passar para o povo. Quando fui para o ministério pelo menos uma regra básica era se a pessoa era de oração, e se era batizado com o Espírito Santo, hoje pouco importa. Nos relatórios antigos tinha até o seguinte quesito: Quantos batizados no Espírito Santo? E quantos Pastores de fato Ligam pra isso? E Deus continua a levantar pessoas simples, pessoas que ninguém acha que vai dar nada, para que o nome dele seja glorificado sempre. Aleluia.