Quando Deus usa alguem, é para ele ser glorificado


                                                                                          

"Vede irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. I Cor.1.26,27,28,29."

No evangelho de hoje, para algumas pessoas, se a pessoa não tiver determinado diploma, ou possuir muitos Títulos, é ignorada ou subestimada. Sou a favor do aperfeiçoamento e de treinamentos de obreiros, mas isso não é fator preponderante no reino de Deus. O estudo da teologia em si não produz piedade, e nem intimidade com Deus. Vejo alguns lideres hoje se gabarem de seus cursos, acreditando estarem mais do que capacitados para determinadas funções. Esse povo lê a Bíblia e não entende, ou ficam cegos espirituais mesmos , os Fariseus que o digam, estudaram, e não podiam aceitar um carpinteiro ser o Messias. Gente do céu, Papel e Diploma não expulsa demônios, ser cheio do Espírito Santo, ter uma vida com Deus, virou requisito secundário. As outras coisas importam?, importam sim, mas a prioridade é uma vida com Deus. Esse povo sempre esta dando com o "burro nas águas", pois o favorito dos homens pode não ser o favorito de Deus. Montam projetos em cima de suas intelectualidades, e se gabam disso. E o que acontece sempre? Pessoas que não tinham a mínima condição de assumir determinada coisa na igreja de Deus (segundo essas pessoas) acabam prevalecendo. Então dizem “EU, EU, era o melhor, como fui perder pra alguém tão ruim, pois é, o "ruim", só sabe orar, jejuar e ler a Bíblia, "Bíblia", não livrinhos acadêmicos. Hoje dizem assim" Do que adianta falar em línguas, profetizar, mas...; eu digo o contrario, do que adianta tanto letrismo, tanto titulo, mas ser tão vazio, não ter nada de Deus para passar para o povo. Quando fui para o ministério pelo menos uma regra básica era se a pessoa era de oração, e se era batizado com o Espírito Santo, hoje pouco importa. Nos relatórios antigos tinha até o seguinte quesito: Quantos batizados no Espírito Santo? E quantos Pastores de fato Ligam pra isso? E Deus continua a levantar pessoas simples, pessoas que ninguém acha que vai dar nada, para que o nome dele seja glorificado sempre. Aleluia.

Sete Passos para se tornar um Farizeu



                                                                              

                     TEXTO: 1 CO.10.23,6.12 “TODAS AS COISA ME SÃO LICITAS”

EXEGESE: O Dicionário define licito como aquilo que é permitido por lei. Admissível.
No dicionário jurídico essa palavra é derivada do latim ‘licitus’, que significa (legitimo permitido legal)

Em sentido rigorosamente jurídico, quer exprimir tudo aquilo que se pode fazer por que não é vedado pela lei

Licito é não somente o que esta autorizado pela lei, como o que por lei não é proibido

Em sentido Lato, porem pode significar tudo o que é permitido e o que não é permitido não somente pela lei,mas também pela moral e pela religião

Paulo não esta falando da licitude em si, ou seja, da lei como legalismo ou só daquilo que esta escrito (direito positivo) mas em sentido mais amplo

Para muitos se esta escrito é pecado e se não esta escrito não é pecado

Paulo emprega a palavra licito querendo mostrar que o que também não esta escrito pode ser pecado sendo condenado pela moral (pela consciência do homem) escrito no coração do homem

É preciso entender o espírito da lei, mas o deus deste século fechou o entendimento dos homens para que vendo não vejam

A falta de entendimento daquilo que é licito e daquilo que não é tem causado muitos transtornos as igrejas

Sendo assim algumas igrejas criaram suas próprias leis para mostrarem aquilo que pode e o que não pode

Ficando uma pergunta?Porque o que podia antes não pode agora e que pode agora não podia antes?

Sendo assim estamos dando passos grandes para o farisaísmo da atualidade

Introdução
Então veremos os Sete passos para me tornar um Fariseu
O grupo mais legalista da bíblia sem duvida alguma foram os Fariseus

Cerca de cem anos antes de Cristo a civilização judaica atravessava um período de grande crise

Nesse tempo os fariseus foram citados pela primeira vez (160.a.c)

O aparecimento do grupo aparece num período posterior ao segundo templo, numa época em que os valores mais tradicionais dos judeus estavam se perdendo diante dos ataques de varias culturas daqueles que dominavam a palestina

Esse grupo surgiu com a intenção de guardar os mandamentos de Deus e suas leis

No entanto se tornaram hipócritas sendo acusados pelo próprio Cristo

Veremos por que estudar tanto as leis os tornaram cheios de hipocrisia

1°Eles relativizavam o poder de Deus

Na teologia dos fariseus eles aceitavam Jesus curar, mas perdoar jamais

A mesma coisa na igreja é fácil aceitar um doente curado, mas perdoado só com alguns critérios
2°Tentavam abslutizar a ação de Deus

Para eles Deus tem um só jeito de trabalhar e de agir, esquecendo que aquele que levantou José como governador do Egito é o mesmo Deus que levantou Moisés para livrar a Israel do Egito
3°SELETIVIDADE. (MONOPOLIO DA SALVAÇÃO)

Só o ponto de vista doutrinário era verdade. A dos outros não presta
4°Conhecimento Acadêmico

Só o estudo da teologia em si não produz mudança de caráter

Eram doutores da lei, mas sepulcros caiados

Daí a diferença de falar da graça e deixar a graça trabalhar

Falar que Jesus cura (e deixar ele curar)

Falar que ele perdoa (e deixar ele perdoar)
5°Eles não conseguiam ver a diferença entre o espírito e a letra da lei

Lucas 6.1-5 “é licito comer nos sábados”

Por isso ficavam investigando a vida das pessoas para pegarem no ato (Jo.8)
6°Para eles o pecador não pode chegar perto do santo (Jesus) Lucas 7.36
7°Davam mais valor aos objetos do que as pessoas

Lucas 11.39 “limpam o exterior do copo e do prato’

Essa teologia determinou no cristianismo instrumentos musicais mais sagrados que os outros

Locais de cultos mais sagrados que os outros

















O que é Igreja?







O Que é a Igreja?


Igreja. Vemos esta palavra por toda a parte, mas seu significado é freqüentemente muito diferente. Algumas pessoas usam “igreja” para descrever um belo edifício no centro de uma praça proeminente. Outros a usam para descrever uma organização religiosa mundial, completa com regiões, distritos e dioceses. As definições confusas de igreja, em nosso tempo, muitas vezes vedam o significado original desta palavra quando aplicada, no Novo Testamento, ao povo de Deus. Neste artigo, examinaremos brevemente o significado de “igreja” na Bíblia.

Igreja: O que significa?

Igreja é um edifício construído com blocos e cimento? Não. É um edifício construído com pedras vivas. "Também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo" (1 Pedro 2:5). Estas pedras vivas são chamadas santos e são membros da família de Deus: "Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; na qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito" (Efésios 2:19-22).
A palavra grega traduzida como "igreja" significa literalmente "chamado para fora, chamado", e assim se refere a um grupo de pessoas chamado para sair fora do pecado do mundo para servir ao Senhor. A igreja não é nenhum tipo de instituição ou objeto impessoal. É um corpo constituído de componentes vivos. Como um organismo vivo, a igreja pode sentir medo (Atos 5:11), pode orar (Atos 12:5) e pode falar (Mateus 18:17). Pessoas que são chamadas para saírem do pecado não continuam participando do mal do mundo, porque elas estão santificadas ou separadas do pecado (estude João 17:14-23; Colossenses 1:13; 1 Pedro 2:9; 1 João 4:5-6). Deus chama o povo para deixar o mal deste mundo através da mensagem do evangelho (2 Tessalonicenses 2:13-14). Aqueles que são convertidos verdadeiramente a Cristo são chamados santos (1 Coríntios 1:2; Colossenses 1:1-2).Entender o conceito bíblico de igreja como um corpo de pessoas chamadas para fora do pecado, para serem santos, ajuda-nos a apreciar a riqueza da descrição de Paulo, da "Igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue" (Atos 20:28). Jesus não morreu para comprar terra e edifícios, nem para estabelecer alguma instituição. Ele morreu para comprar as almas dos homens e mulheres que estavam mortos no pecado mas que agora têm salvação e esperança de vida eterna (Romanos 5:8; 1 Coríntios 6:19-20).

A Igreja Universal e a Igreja Local
Algumas vezes a Bíblia usa a palavra "igreja" no sentido universal, isto é, para falar de todo o povo que pertence a Cristo, não importa de onde ele possa ser. Jesus falou da igreja deste modo: "Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mateus 16:18). Ele não está falando apenas de uma congregação local, nem está falando de uma organização ou instituição mundial. Ele está falando de pessoas, pedras vivas, construídas sobre Jesus Cristo, a fundação sólida. Paulo falou da igreja, neste mesmo sentido universal, quando escreveu: ". . . Cristo é o cabeça da Igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo"i (Efésios 5:23). Jesus é cabeça sobre todos aqueles que o servem, todos aqueles lavados e purificados de seus pecados (Efésios 5:26).
Freqüentemente, a palavra "igreja" é usada para descrever uma congregação local ou assembléia de santos. Note uns poucos exemplos: ". . . à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos . . ." (1 Coríntios 1:2); " E, se ele não os atender, dize-o à igreja; e, se recusar ouvir também a igreja, considera-o como gentio e publicano" (Mateus 18:17); ". . . saudai igualmente a igreja que se reúne na casa deles" (Romanos 16:5). Igrejas locais são o resultado da pregação do evangelho. Quando as pessoas obedecem a palavra e se tornam cristãos, elas começam a se reunir com outros irmãos na fé.
A Igreja: Organismo, não Organização

A igreja é uma organização? Muitas pessoas têm a noção errada de que a igreja é uma organização ou instituição, independente do povo que compõe a igreja. Este não é o conceito bíblico de igreja. Jesus não morreu para estabelecer uma instituição, mas para salvar o povo do pecado (Atos 20:28; 1 Coríntios 6:20). Jesus e o Pai não habitam numa organização, mas no povo que os obedece (João 14:15, 23).
Em vez de falar de uma organização, a Bíblia descreve a igreja como um corpo composto de membros vivos (Romanos 12:4-5; 1 Coríntios 12:12-27; Colossenses 1:8, 24; Efésios 5:23). Estes membros do corpo são blocos ou pedras usados na construção da igreja (1 Coríntios 3:10-15).
Muitas igrejas sugerem que a "igreja universal" é constituída de todas as congregações locais do mundo. Isto não é um conceito bíblico. Uma igreja local consiste de cristãos que se reúnem num corpo local. Eles podem ser identificados e contados (Romanos 16:14, 15; 1 Coríntios 16:19; Colossenses 4:15). A igreja universal consiste de todos os discípulos de Cristo em todo o mundo. Nenhum homem é capaz de identificar e contar todos os membros deste corpo universal. Tentativas de contar todos os verdadeiros cristãos em uma nação ou no mundo ilustram a ignorância e a vaidade dos homens. Somente Deus pode contar e identificar seus primogênitos "arrolados nos céus" (Hebreus 12:23).

Descrições Bíblicas da Igreja que Pertence a Jesus

A Bíblia não usa um único nome exclusivo para a igreja. É errado, portanto, insistirmos num único nome que todas as igrejas fiéis tenham que usar. Muitas passagens falam simplesmente da igreja, algumas vezes identificando o local (cidade ou casa) onde o grupo de cristãos se reunia. Portanto, podemos nos referir à igreja simplesmente como "a igreja" (Atos 8:1; 9:31; Romanos 16:1).
Freqüentemente, as descrições da igreja no Novo Testamento mostram a relação que existe entre o Senhor e sua igreja. A igreja pertence a Deus, e é freqüentemente chamada "a igreja de Deus" (veja Atos 20:28; 1 Coríntios 1:2; 10:32; Gálatas 1:13; 1 Timóteo 3:5, 15). Jesus derramou seu sangue para comprar a igreja. Portanto, Paulo falou de "igrejas de Cristo" (Romanos 16:16) e Jesus falou de sua própria igreja (Mateus 16:18). O povo de Deus pode ser corretamente descrito como a "igreja dos primogênitos arrolados nos céus" (Hebreus 12:23).

Consideremos o significado de descrições bíblicas comuns da igreja.

O Corpo de Cristo (Colossenses 1:24; Efésios 1:22-23; 4:12). Assim como o corpo humano não pode sobreviver separado da cabeça, não podemos viver sem nossa cabeça, Jesus Cristo (Efésios 5:23; Colossenses 1:18). Discípulos de Jesus são membros do corpo (Romanos 12:4-5; 1 Coríntios 12:12-27; Efésios 3:6; 4:16; 5:30).
O Reino de Deus ou Reino dos Céus (Mateus 3:2; 4:17; Lucas 4:43; Atos 8:12; 19:8; 20:25; 28:23, 31). A idéia de reino ressalta a posição de autoridade do rei (veja 1 Coríntios 4:20; Hebreus 1:8; 12:28-29; Mateus 28:18-20; Apocalipse 12:10). O reino de Cristo não é deste mundo (João 18:36). Em vez de ser uma entidade política e mundana, a igreja é um reino espiritual assentado no caráter santo de Deus. Podemos entrar no reino somente quando formos transformados espiritualmente (Colossenses 1:13). Como servos do Rei, temos que desenvolver as características espirituais de nosso Senhor (Tiago 2:5), incluindo sua humildade e inocência (Marcos 10:14-15) e sua santidade (1 Coríntios 6:9-10; Gálatas 5:19-21).
A Casa de Deus (1 Timóteo 3:15) não é um edifício material, mas o santuário e a habitação do Senhor (Efésios 2:21-22). É um edifício espiritual (1 Pedro 2:5).
O Rebanho de Deus (Atos 20:28). Jesus é o bom pastor que deu sua vida pelas ovelhas (João 10:11). As ovelhas ouvem sua voz e o seguem para receber a vida eterna (João 10:27-28).

Nomes Humanos Causam Divisão
A divisão religiosa em nossa sociedade é vergonhosa. Muitas pessoas estão confusas num mundo com muitos nomes diferentes de igrejas. Alguns destes nomes honram certos homens, enquanto outros ressaltam pontos doutrinários específicos.
A unidade dos salvos é baseada no nome e na doutrina de Cristo. Devemos fazer tudo pela autoridade de Jesus ou em seu nome (Colossenses 3:17). "Não há salvação em nenhum outro . . . nome" (Atos 4:12). Esta unidade é possível somente quando falamos e pensamos a mesma coisa, que é a doutrina de Cristo (1 Coríntios 1:10). Quando os homens começam a seguir outros homens, perdem a unidade com Cristo e seu povo (1 Coríntios 1:11-13). Divisões e contendas acontecem na igreja, em parte, porque algumas pessoas se identificam somente com nomes humanos. Paulo argumentou que deveríamos identificar-nos somente com o Senhor que servimos. Jesus foi crucificado por nós e somos batizados em seu nome. Jesus, e não homens, merece nossa dedicação e honra. Os verdadeiros seguidores de Deus são parte da igreja que pertence a Jesus.

Ser Pastor

Ser Pastor


Ser Pastor, um grande desafio!
Se o culto termina cedo: "O pastor é muito frio e metódico, não deixa o Espírito Santo operar."
Se o culto excede do horário: "O pastor é irresponsável e impontual."
Se vem um pregador de fora e excede o horário: "Como Deus usa aquele homem, olha só que horas o culto acabou!"
Se o pastor excede o horário: "O pastor não entende que temos de trabalhar amanhã cedo, tudo tem que ser feito com ordem e decência!"
Se Deus usa um pregador de fora: "Que homem usado por Deus!"
Se Deus usa o pastor: "Está querendo se mostrar e imitar outros pregadores."
Se o pastor prega muito: "É muito chato e cansativo!"
Se prega pouco: "Não conhece bem a palavra."
Se a palavra do pregador de fora falou em sua vida: "Aquele tem Dom de discernimento."
Se a palavra do pastor falou em sua vida: "Ele sabe tudo de mim, está querendo me expor."
Se o pastor faltar a algum culto: "É sem cuidado com suas obrigações."
Se algum irmão ou obreiro falta: "Estava cansado e precisava relaxar um pouco."
Se o pastor não visita: "É descuidado e relaxado com suas ovelhas."
Se visita: "Não tem mais o que fazer, gostar de viver nas casas para filar a bóia dos irmãos."
Se sai de casa muito: "Não liga para sua família."
Se é caseiro: "É preguiçoso."
Se anda mal arrumado: "É muito relaxado, descuidado e pobre."
Se anda bem arrumado: "É metido e quer ter aparência de rico."
Se os filhos do pastor são peraltas e erram: "O pastor não os educa adequadamente e não os disciplina."
Se são seus filhos ou dos irmãos: "Criança é assim mesmo. Carecem de misericórdia e orações."
Se o pastor cai em pecado: "É um enganador e vigarista - Alguém dirá: eu já sabia que isto ia acontecer."
Se algum irmão cai em pecado: "Coitado! É digno de misericórdia e ajuda."
Se o pastor erra em alguma coisa: "Isso é inadmissível, logo surgem mágoas dele."
Se alguém erra: "Isso é uma casualidade, temos que perdoar uns aos outros."
Se o pastor é bem de vida: "Está roubando a igreja."
Se não é bem de vida: "É um homem de pouca fé."
Se ora muito: "Está querendo se mostrar e ser santão."
Se ora pouco: "É irresponsável e preguiçoso."
Se a esposa do pastor não é ativa na igreja: "Coitado do pastor merecia uma esposa bem melhor para ajudá-lo no ministério."
Se é ativa: "É metida e gosta de se aparecer."





A verdadeira Riqueza

A verdadeira Riqueza é a Salvação


Prosperidade não é Mágica, vem de muito trabalho. Tentar atribuir a Miséria somente a demônios, esta errado. a Bíblia mostra diferente. A miséria esta muito vinculada a má distribuição de renda, a corrupção e ganância do governo. No livro de Amós esta muito bem retratado isso. O fato de uma pessoa ser bem sucedida, não significa que Deus esteja lhe abençoando, muitos milionários se quer temem a Deus. Riqueza e Salvação são coisas bem distintas. Se o Lazaro da parábola estivesse no Brasil hoje, ele não iria para o paraíso, já que Jesus disse que ele vivia em um estado de miséria. Muitas pessoas mudam devida financeira na igreja?, sim, é claro que mudam, param de ir para os bares, noitadas, drogas, mulheres, e o dinheiro começa a ser mais bem aplicado. Concordo que tem também o fator espiritual, que existe sim o devorador, mas não é só expulsar ele e tudo ta certo, a pessoa tem que trabalhar e estudar para ver mudanças significativas. Sobre curas, concordo que o demônio pode colocar doenças, mas também vale lembrar que as doenças entraram no mundo pelo pecado do homem. Se uma pessoa esta doente ela esta em pecado? Claro que não, lazaro amigo intimo e Jesus ficou doente, Eliseu o profeta de Deus morreu de doença, a esperança do cristão não esta neste mundo, se ele morrer doente, no dia do arrebatamento da igreja ele terá o corpo transformado em um corpo de glória. Se Deus não curar, ele não deixa de ser Deus e muito menos a pessoa deve perder a esperança, pois a salvação efetuada na cruz por nosso Senhor Jesus Cristo nos deu a vida eterna. Esse negócio de crente ir a igreja e querer exigir de Deus cura e conforto, esse evangelho da barganha, é uma vergonha. Leiam o texto de João 6, ela vocês verão vários seguidores de Jesus, que só iam atrás ele por causa da comida, e atrás de milagres. Jó já dizia naquela época "Ainda que ele me mate, nele confiarei", muito diferente de hoje que se ele não der bens e riquezas a pessoa não o adora como ele deve ser adorado.
Pregar um Evangelho Magico que traz riquezaz as pessoas deveria ser enquadrado como charlaterismo, isto não é uma pregação. Jesus disse que a vida de uma pessoa não consiste dos bens que ela tem, e do adianta ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma.
O Apostolo Paulo da varias orientações sobre isso, falando do perigo de amar o dinheiro e as riquezas, e ainda diz que se alguém tem o que comer e o que vestir, com isto ficai contentes.
Em outro texto ele diz: O reino de Deus não é comida, nem bebida, mais alegria , gozo  e paz no Espirito Santo.
Controle seu desejo por dinheiro e riquezas, pois sera engolido por eles. Se coisas boas materias vierem, é fruto de seu trabalhenção de Deus que te deu  e honestidade e a benção de Deus que te deu saúde.

A Politica na Igreja

A Política na Igreja- O brado Retumbante

 
Durante algum tempo eu relutei em querer acreditar que a política como nós a conhecemos em Brasília fosse praticada na Igreja. Sempre acreditei que na Igreja tudo sempre será conquistado na oração e ainda acredito, mas começo realmente a ver a possibilidade da mão humana na Igreja Instituição ( organização). Na verdade o problema não é Brasília, Brasília é apenas o retrato do ser humano no poder corrompido pela ganancia e corrupção e temos isso até em países de primeiro mundo, onde existir acesso a dinheiro e poder sempre vai haver a corrupção humana, e a igreja como organização não esta livre disso como organização. A igreja como organização é administrada por homens que é claro que pressupomos que são homens de Deus, mais podendo deixar ser  homens de Deus, podendo se tornar escravos do dinheiro e do poder. Foi esta a tentativa de Satanás ao tentar o Senhor Jesus, tentar corromper sua natureza humana. Temos Três visões de Igreja:
1- A visão do novo convertido que quando entra na igreja ele não vê imperfeições
2- A visão do membro que embora conheça alguns problemas da igreja, vê de muito longe.
3- A visão de um Obreiro que com o tempo vê de perto coisas que o assustam
O ideal é que sempre tenhamos a visão do novo convertido, ele só enxerga Jesus, para ele pouco importa poderes e cargos.
O obreiro quer ser obreiro para trabalhar na obra do Senhor, e embora todos possam fazer isso, alguém que vai para o ministério indica que esta pessoa esta preparada para isso, e na visão de muitos obreiros só imaginam ministério em expulsar demônios, pregar a palavra, ajudar na igreja e etc. Mais uma vez dentro do ministério com o tempo vão percebendo que se não vigiarem, fará muito pouco disso e com o tempo a sede pelo poder começa a consumir toda aquela boa vontade.
Aos poucos estão envolvidos com intrigas pelo  poder, outros obreiros tornam se inimigos, e a luta agora é passar por cima de outro obreiro que talvez esteja no caminho. Por isso as divisões, as brigas e troca de calunias.
Obreiros que um dia fora bênçãos, mais o amor ao dinheiro e a poder acabou com eles
Quantas convenções que sabemos que até agressão física houve, eu particularmente participei de uma que quero esquecer.
Mas o assunto aqui trata se da Igreja VISÍVEL, a organização com administrações humanas e nada tem a ver com a Igreja de Cristo na  da terra,  que chamamos de noiva do Cordeiro(a igreja Invisível)
Meu Deus, as pessoas ficam cegas, parecem não saber mais o que estão fazendo, na busca desenfreada pelo poder.
Pastores são tirados das igrejas por politicagem suja, família de ministros vão para a rua, sem tratamento, sem cuidado nenhum.
Se você ousar sonhar em assumir qualquer cargo na instituição, sua cabeça é colocada a premio.
É meu leitor, difícil de acreditar, mas esta é a verdade de muitas instituições e lideranças por ai, não representam Cristo.
Pastores, que são defendidos por que fazem parte da panelinha, isso mesmo, panelinha, se você não fizer parte do esquema ta fora, um puxando o tapete do outro. E isto é tão terrível que se você não vigiar, de repente você esta dentro do esquema
Na verdade, que eu estou vendo agora, sempre existiu, você só começa a enxergar isso, quando Deus começa a te abençoar, e seu ministério vai alcançando patamares maiores. Então você começa a incomodar muita gente que gosta de se aparecer. E esse povo não tem escrúpulo, usam de todo o jogo sujo possível, dentre eles destacarei alguns:

a) Calunias: Para tentar frear a popularidade do suposto rival, tentam caluniar a pessoa, inventando toda a sorte de mentiras possíveis, para colocar em descrédito o “rival”, isso mesmo rival

b) Ocultação: Uma das armas é tentar ocultar o ministério do rival, tentando faze lo “sumir”, é sumir. Seu nome não pode aparecer então eles arrumam um jeito de você ser boicotado

c) Compra de cargos: Tem Pastores e Obreiros se vendendo para tentar ter sucesso ministerial, e estou com vergonha, por que alguns tem se vendido até por um prato de comida, ministério barato.

d) Falsidade: São verdadeiras cobras, na sua frente são seus melhores amigos, mas por traz, estão lhe tramando o seu fim ministerial, são capazes de te abraçar e até beijar como Judas Iscariotes.

e) Eliminação: Se qualquer das tentativas acima não der certo, se cuida, ore e peça a proteção de Deus, vão tentar tirar você do caminho, e como eu disse esse povo não tem escrúpulo, se cuida meu filho, vigia, fica longe desse povo.

Confesso que estou decepcionado. Lideres que deveriam ser exemplos para os mais novos, são exemplos negativamente, mas eu quero terminar escrevendo alegria e vitória.
Você precisa entender que quem recorre a esta sujeira, não são homens de Deus, pode ser que um dia já foram, mas se afastaram de Deus por causa do poder. Chega a dar nojo o tamanho da falsidade, cobra engolindo cobra. Conseguem subir nos Púlpitos e ainda dizer para os membros amarem os irmãos. São Sacerdotes corrompidos pelo prazer e o poder, e princípios éticos pouco importam.